O conflito precisa deixar de ser visto como algo negativo – Por Janaina Yara Augusto

Já ouviu falar em conflito produtivo? Acredite: todo conflito pode ser visto como uma oportunidade para aprender.

Há uma frase que diz: “ Uma situação de discordância, revela muitas vezes um enorme potencial para o crescimento e desenvolvimento.”

Estigmatizado como algo negativo, no artigo de hoje, nossa palestrante de sucesso, Janaina Yara Augusto, nos traz uma perspectiva diferente e enriquecedora que implica em aproveitar-se dos conflitos, Seja para  estimular a inovação, ou mesmo para fomentar o ideias para a empresa. Acompanhe! 

O conflito na empresa deve ser um momento de reflexão 

Vejo muitos conteúdos, de especialistas renomados no mercado, aliás, os quais nutro grande respeito, que de certa forma, “pregam” que é preciso extinguir, evitar ao máximo, os conflitos.

Contudo, hoje quero lhe propor uma outra perspectiva: e se enxergarmos o conflito como algo mais positivo? Me refiro ao tipo de conflito produtivo. Afinal, ele é muitas vezes, um acelerador de mudanças.

Antes de tudo, ao nos depararmos com algum conflito na empresa, nas relações de trabalho em geral, devemos refletir sobre o ocorrido, e não fugir, fingir que nada aconteceu.

Conflito na empresa não é discussão 

“Quando percebemos o conflito como algo negativo, algo que temos que fugir, quando nos vemos em uma situação em que existe uma opinião divergente, já remetemos a uma discussão, uma briga e nos preparamos para isso”.

Quantas vezes você já não se viu na situação que descrevi acima? E de pronto, já “levantou suas defesas”, ou ainda se preparou para o ataque, sendo que tudo o que deveria ser feito é uma reflexão daquela situação, do fato em si.

É fundamental separar as emoções, julgamentos em relação a outra pessoa que é parte do conflito. Assim, podemos de uma situação, a princípio ruim, crescermos e aprendermos.

Conflito produtivo 

Sim, você enquanto mediador ou facilitador da transformação do conflito, deve ter em mente o seguinte:

  • Fazer com que as partes envolvidas façam essa separação;
  • Escutem a situação sob o ponto de vista da outra pessoa;
  • Identificarem juntas os interesses em comum, construindo uma solução (tudo isso pautado pelo respeito, claro).

Há algumas regras básicas para isso, como:

  • No início da conversa, deixar as regras básicas claras;
  • Enquanto um fala o outro não interrompe;
  • Falar sobre a situação sem julgar o outro e sem determinar como o outro deveria agir;
  • Elaborar durante a conversa, perguntas abertas, convidando os envolvidos a reflexão e que percebam os pontos em comum.

E você? Preparado (a) para transformar essas situações em conflitos produtivos? Estou aqui para lhe ajudar nessa missão, conte comigo! 

Quero uma palestra ou treinamento da Janaina Yara Augusto em minha empresa!

Escrito por

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quem palestrou?

Você precisa absorver muito conteúdo mas não encontra tempo para ler?

Milhares de pessoas tiveram uma experiência transformadora ampliando os limites do foco e da memória. Agora é a sua vez!

Clientes