Comunicação e relacionamento com os stakeholders- Por Luiz Augusto Araújo

A comunicação deve ser fomentada em seus mais diversos aspectos e utilizada de modo estratégico no cotidiano das empresas de todos os tamanhos, setores e abrangência mercadológica. Não deve ser mais uma consequência de ações isoladas, mas, sim, realizada de forma planejada.

É necessário que todas as empresas estabeleçam modelos e rotinas que fomentem o relacionamento, quer sejam com seus clientes, fornecedores e opinião pública, quer sejam com os seus próprios colaboradores. A comunicação de uma organização não deve estar limitada ao seu porta-voz ou a departamentos, mas, sim, integrada com as demais áreas e com o envolvimento de todos nesse processo.

A necessidade do investimento das organizações na comunicação com os stakeholders

Para Peter Drucker, considerado o pai da administração moderna, “Cerca de 60% de todos os problemas administrativos resultam de falhas na comunicação”. A sua observação é um indicativo importante e nos mostra a necessidade do investimento das organizações na comunicação com os stakeholders – nome dado a uma pessoa ou grupo que tem interagem numa empresa, que vão desde os seus funcionários, fornecedores, clientes a órgão públicos, entre outros. O termo é a junção de duas palavras em inglês: a primeira, Stake, denota participação, interesse. Já Holder se refere a aquele que possui.

Em resumo, stakeholder significa: público estratégico de relacionamento de uma organização. Um dos principais stakeholders de qualquer empresa é o público interno. E, um dos maiores erros de muitas organizações é não realizar uma comunicação eficiente com as pessoas do seu quadro funcional.

A importância da boa comunicação interpessoal

A busca pela qualidade, pela excelência no atendimento e por um ambiente de trabalho cada vez mais produtivo com um bom clima organizacional exige um conjunto de ferramentas e habilidades e, claro, a prática de uma boa comunicação interpessoal. Toda empresa deve ter como um dos seus objetivos o de otimizar a comunicação interna e externa. Isso se dá com o aperfeiçoamento dos processos e, eventualmente, com a criação de novos canais de comunicação, mas, sobretudo, com o aprimoramento da comunicação interpessoal.

Os diferentes canais são importantes, mas o relacionamento interpessoal é a base para o bom fluxo de comunicação. Não adianta ter excelentes plataformas e ferramentas institucionais, se não há, por parte de gestores e colaboradores, uma comunicação interpessoal eficaz. A boa comunicação é ferramenta de gestão e deve estar arraigada na cultura da empresa, que deve manter uma política transparente com espaço e fomento para o bom relacionamento com os seus stakeholders.

As palestras de Luiz Augusto Araújo ajudam na melhora da comunicação pessoal de sua equipe

Luiz Augusto Araújo é jornalista especializado em assessoria de comunicação, palestrante, autor de livros e professor de MBA. Suas palestras são destinadas para empresas e tratam sobre atendimento ao cliente, vendas, comunicação e motivação. Possui trabalhos ligados a consultoria de comunicação empresarial, o que o permite estar antenado e pode dentro do dia a dia e das principais dificuldades do mundo dos negócios, facilitando a explanação dos temas em suas apresentações.

Escrito por

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quem palestrou?

Você precisa absorver muito conteúdo mas não encontra tempo para ler?

Milhares de pessoas tiveram uma experiência transformadora ampliando os limites do foco e da memória. Agora é a sua vez!

Clientes