Você dá feedback ou fodeback?- Por Prof. Becker

Como você encara o fato de dar feedback em sua empresa? Para alguns, uma obrigação, para outros, esse tipo de conversa é encarada como uma verdadeira arte.

De fato, inegavelmente se trata de uma habilidade essencial para quem atua na liderança ou como gestor. 

E como tal, esta habilidade deve e pode  ser desenvolvida. Afinal, se você assume um cargo de gestão, inexoravelmente você terá que dar feedback aos seus colaboradores- fato! 

No entanto, a grande verdade e que muitos não conseguem assumir ou encarar, é que não fomos preparados para isso, não é mesmo? 

Daí a minha pergunta que dá título ao artigo que te trago hoje: você dá feedback ou fodeback? Será que você sabe abordar temas sensíveis com a outra pessoa, de forma assertiva, mostrando a ele pontos a se melhorar, ou, ao contrário, você acaba estragando este relacionamento entre liderança e liderados? 

Vamos refletir juntos? No decorrer do artigo, ainda te dou algumas dicas de como tecer feedbacks assertivos, me acompanhe

Líder de sucesso: feedback assertivo é sua grande arma para engajar o colaborador

Falar para o outro sobre os pontos a serem melhorados e desenvolvidos necessita de empatia e de cuidados com as palavras, haja vista que esse processo existe para agregar, para desenvolver competências e não para desqualificar ou criticar. 

Se você fizer do jeito errado, tecendo críticas, e até mesmo diminuindo o trabalho realizado, seu papel de líder fica comprometido, no sentido de causar a inimizade e raiva no outro. É o que chamo de fodeback! 

Já parou para pensar nisso? Pois bem, você provavelmente deve se perguntar agora: “O que posso fazer para dar um feedback assertivo e ser um líder bem-sucedido em minha empreitada?”.

Minhas dicas são as seguintes:

1- Use uma abordagem positiva

Quando você está tentando corrigir um comportamento indesejado, é importante fazê-lo com intenções positivas. Lembre-se de que a maioria das pessoas deseja fazer a coisa certa. Quando as coisas dão errado, geralmente é um erro, e não uma escolha deliberada.

Escolha permanecer solidário ao invés  de crítico. Por outro lado, quando as pessoas estão fazendo as coisas certas, é importante que você lhes diga que está feliz com o desempenho.

Não espere que algo dê errado para se comunicar. Mostre  que você está feliz, adote o modelo de feedback positivo regularmente e verá mais do comportamento que deseja.

2- Seja construtivo 

Acredito que o objetivo do feedback assertivo é beneficiar ambas as partes; seja alterando o

comportamento indesejado ou reforçando o comportamento desejado. Se for preciso, ensaie seu feedback em particular e pergunte a si mesmo se ele vai ajudar a pessoa a melhorar seu desempenho ou se ele está apenas apontando falhas. Para garantir que seu feedback seja favorável, use os princípios do modelo de feedback construtivo. Comece enaltecendo o que o colaborador tem de melhor, para somente depois indicar os pontos que carecem de mais atenção por parte dele.

3- Nunca leve para a esfera pessoal

Os seres humanos são falíveis, certo? Afinal, todos nós cometemos erros. É importante lembrar que um erro não define uma pessoa.  Sendo assim, lembre-se de que o feedback assertivo é baseado em comportamentos e fatos; não personalização e suposições.

Espero ter lhe ajudado! E claro, nas famosas palestras de Luiz Becker, eu me aprofundo mais nestas e demais questões relevantes para o cenário corporativo. Conte comigo e agradeço sua atenção aí do outro lado. Até a próxima! 

As palestras do Prof. Becker são perfeitas para a liderança da sua empresa

Luiz Becker é professor há mais de 20 anos, e ganhador de muitos prêmios. Formado em Direito, possui uma comunicação cativante e que, certamente, impacta positivamente o seu público. Desse modo, visite o perfil de Luiz Becker e feche o contrato para o melhor evento em sua empresa ou instituição de ensino agora mesmo!

Escrito por

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quem palestrou?

Você precisa absorver muito conteúdo mas não encontra tempo para ler?

Milhares de pessoas tiveram uma experiência transformadora ampliando os limites do foco e da memória. Agora é a sua vez!

Clientes