Palestras de Sucesso Entrevista Wagner Bonato

1- Wagner Bonato, queremos antes de mais nada, te agradecer por dedicar um pouco do seu tempo em nos atender para esta entrevista e claro, desejar as boas-vindas ao time de palestrantes que mais cresce no Brasil.

Não basta ser bom, é preciso ser Top, certo? Como um vendedor que busca crescer e evoluir na carreira, pode mudar de hábitos para vender mais? Qual primeiro passo? Quais as ferramentas para atingir esse objetivo?

Certíssimo. Já tem muita gente nota 7, por isso, não basta ser bom, sempre devemos buscar o melhor, buscar estar no topo.

A mudança de hábitos é sempre muito difícil, e a maioria das pessoas desiste porque elas tentam mudar completamente suas ações de uma hora para outra. O ideal é a mudança em pequenas doses, quase que homeopáticas para que seu cérebro se acostume ao novo hábito. O primeiro passo é criar o objetivo almejado e criar um processo diário para que você crie disciplina. Organizar seu dia, sua agenda e começar a colocar suas atividades por escrito, já ajudará a enxergar se você tem sido produtivo ou ocupado. Comece fazendo um planejamento do seu dia, da semana e para se ajudar, adicione no seu celular alertas para que você lembre de cumprir. Sem dúvidas será um ótimo começo.

2-Você é um dos grandes especialistas que temos no país no quesito motivar pessoas que buscam crescimento pessoal e desenvolvimento profissional. Conta pra gente o que você faz para se automotivar e superar expectativas, algo que faz com maestria e como um gestor ou líder de uma equipe de vendas, pode estimular o time a desenvolver uma mentalidade campeã para vendas, ter entusiasmo e motivação, sobretudo em cenários desafiadores e de crise?

Adoro falar sobre isso, pois é a grande dificuldade do ser humano, se automotivar. A maioria sente necessidade de receber um estímulo externo, e obviamente que isso é ótimo, mas de nada adianta se você não definir em sua vida, o que te faz levantar, trabalhar e buscar por uma vida melhor. Saber qual o seu desejo inabalável fará toda diferença. Por isso, sempre trabalhei buscando entender quais os objetivos dos meus colaboradores, quais os sonhos os fazem ir além. Quando descobrimos o que nos move, nosso único dever será diariamente relembrar, lembrar e relembrar de novo o porquê queremos dinheiro. É um erro focar no quanto quero ganhar, pois o que nos move é o que eu vou fazer quando isso acontecer. Sempre preferi saber os sonhos e metas dos meus vendedores para lembrá-los diariamente. Afinal de contas, a tendência natural, é darmos o sangue por aquilo que queremos e não pelo que meu líder espera que eu faça.

3-Como um dos maiores influenciadores quando se trata do segmento  imobiliário, tendo inclusive recebido o prêmio de “1º brasileiro a entrar na lista dos 50 líderes mundiais premiados em Las Vegas por excelência em liderança”, compartilhe com o público: quais as principais habilidades e características que um líder no segmento imobiliário deve nutrir e aprimorar para alcançar o topo?

A maioria dos líderes do setor imobiliário, foram em algum momento um corretor de imóveis, e isso é ótimo pois sabem das vivências e dificuldades da classe. O problema é quando eles não querem “largar o osso”, e ao mesmo tempo que são líderes, também continuam fazendo corretagem. Eu aprendi que, se você quer crescer como líder é preciso focar em gestão de pessoas e processos. Vejo muitos líderes que não conseguem separar estas características que são bem diferentes. Acompanhar sua equipe, fazer o follow up com o time em cada etapa do atendimento do cliente, pensar no macro e nas estratégias é a principal função de um líder. Por isso, repito e insisto, o foco é na gestão, na solução dos problemas, na produtividade do time, na proximidade e em servir o time com o seu melhor.

4- Há um ingrediente muito interessante no seu trabalho, que é a inserção da arte musical, a qual você demonstra um enorme talento. Quando você teve essa percepção que seria enriquecedor em seu trabalho, agregar a música em suas palestras? E quais artistas e bandas que você costuma acompanhar e que tem destaque em sua vida, seja como influência em seu trabalho, seja para buscar inspiração, motivação e bem-estar?

A música por natureza inspira as pessoas, trás lembranças, emociona e muitas vezes nos proporciona mudanças internas importantes. Há inclusive estudos científicos que comprovam a influência da música no ambiente de trabalho, por exemplo.

E foi pensando nisso, que desde minha primeira palestra em 2015, decidi que um dos meus diferenciais seria aliar a música como fonte de inspiração, seja pelo ritmo, melodia ou letra. 

De lá para cá, o projeto musical só tem agregado mais e mais ao contexto como um todo. As músicas além de estarem em minhas palestras, já estão no rádio, nas plataformas de streaming e na TV, e com isso venho alcançando um público ainda maior que percebe, ao ouvir as músicas, a inspiração que ela gera em cada frase. 

Como influência tenho o estilo pop rock na veia, e com artistas que são exemplo, como Jota Quest, que em muitas de suas canções fala da vida e inspira através de suas letras. Como exemplo duas canções que são extremamente motivadoras: “Dias Melhores” e “Sol”.

Outro artista mais recente que me inspira é o Vitor Kley com seu carisma, energia, seu show é de uma vibe maravilhosa e muitas de suas canções são uma mensagem para a vida, assim como as minhas. 

Poderia citar inúmeros artistas que possuem músicas que me inspiram e que fariam parte do meu repertório, mas estes já são grandes exemplos para mim.

5- Conte pra gente, as principais lições que você assimilou com os seguintes nomes que você citou como referências:

Anthony Robbins – com ele aprendi o quanto é importante na vida definir com clareza as metas e colocar em prática diariamente. Complementarmente a isso ele me ensinou a transformar a minha comunicação em uma poderosa ferramenta de trabalho e persuasão.

Paulo Vieira – Com Paulo aprendemos muitas coisas, mas para mim, uma das principais, foi entender o poder que temos sobre nossas vidas agindo. Tomando posse do que nos pertence, que é a capacidade de tomar uma atitude diante das mais diversas situações que enfrentamos. Ao esperar que algo aconteça não seremos diferentes dos objetos que temos, afinal ele mesmo fala que esta é uma das poucas coisas que nos diferencia deles.

Conrado Adolfo – Eu o acompanho a muito tempo e já aprendi muitas coisas relacionadas ao empreendedorismo na internet. Desde como criar campanhas poderosas no Google, a como lidar com o processo de atendimento de cada cliente, respeitando seu momento, mas tudo dentro de um processo de vendas que chamamos de “funil”.

Ricardo Amorim – tive a oportunidade de falar algumas vezes com ele, inclusive foi ele quem me procurou a primeira vez e acho fenomenal como ele fez um assunto chato como economia ser tão simples de se entender, mostrando que a economia é cíclica e que as coisas se repetem. Quando passamos a entender isso, não cometemos os mesmos erros, ou no mínimo já sabemos o que esperar.

Robert Kiyosaki – com ele aprendi uma lição importante sobre dinheiro. Os ricos fazem o dinheiro trabalhar por eles, e nunca ao contrário. Sem dúvidas um grande ídolo mundial que já transformou a vida de milhares de pessoas.

6- Como é possível adquirir seus produtos online, e aproveitando, fale um pouco sobre o que os corretores de imóveis podem aprender e colocar em prática com seus cursos:

Corretor Extraordinário (vendas, persuasão e estratégias)

Por enquanto está fora de vendas por que preciso atualizar um dos módulos. Em contrapartida estou abrindo uma nova turma de mentoria em breve, e já podem se inscrever na fila de espera no link abaixo

https://seja.topbrokers.com.br/mentoria

ImobiGram – Instagram para Corretores de Imóveis

https://seja.topbrokers.com.br/instagram-para-vender-imoveis

Neste curso o corretor irá aprender muitas dicas que me ajudaram a crescer profissionalmente no Instagram e hoje somar mais de 170 mil seguidores organicamente. São dicas objetivas e práticas que eu utilizei, além dos erros que cometi e que os ensino a não cometer como eu fiz.

7- Do alto da sua experiência e vasto conhecimento, palestrante Wagner Bonato, o que você observa que um gestor de pessoas pode lançar mão, como estratégia, para contribuir com a produtividade do trabalho em equipe?

Não é o quanto se trabalha, mas sim como se trabalha. Então, ocupado não é o mesmo que ser produtivo, por isso organize sua agenda planejando o seu dia e sendo exemplo para que sua equipe faça o mesmo. Saiba que ninguém consegue focar em algo por períodos muitos longos, então estabeleça ações de venda de 25 a 40 minutos e permita um breve intervalo antes de retomar. Uma ótima dica é também organizar por blocos suas tarefas, definindo e deixando claro quando e em que horário faz suas atividades. Sei que nem tudo é programável, mas muitas coisas sim. Lembre, organização e disciplina fazem toda a diferença.

8- Seja no mercado imobiliário, seja em qualquer segmento corporativo, quais os benefícios do profissional moderno investir em habilidades como persuasão, desenvolvimento da resiliência e inteligência emocional nas vendas?

Venda em alguns casos até pode ser dom, mas eu mesmo nunca tive o dom das vendas, mas fui extremamente treinado, de forma repetida, por anos e anos, até que me tornei quem eu sou, e o processo de conhecimento nunca para. Precisamos entender que venda é ciência, pode ser estudada, aprofundada, e quanto mais você aplicar o que aprende, melhor você fica. A persuasão por exemplo é uma arte de você ajudar alguém a tomar uma decisão que muitas vezes ele quer, mas não sabe, ou tem medo de decidir. Já a inteligência emocional é fundamental para que em qualquer tipo de negociação você tome decisões e ações que positivamente irão te aproximar do resultado que gostaria. Encontrar o equilíbrio entre conhecimento emocional e práticas de convenção podem te fazer um fenômeno. Estude e aplique o que estudou diariamente.

9- Comente sobre uma estratégia que pode ser adotada por uma empresa que peca no atendimento ao cliente, certamente uma das grandes dores que temos observado no mercado atual.

Apresentação da empresa ou do produto. Muitas das empresas que presto consultoria, falha por não ter um padrão em sua apresentação. É preciso definir um passo-a-passo, implementar para toda equipe de atendimento como a empresa e o produto devem ser apresentados, seus diferenciais da concorrência, histórico, pessoas, etc. Desde como se aborda um novo cliente, como devemos fazer para que ele fique à vontade, e por fim, como apresento minha empresa e/ou meu produto. Essa simples mudança tem feito muita diferença nas empresas que já ajudei a crescer nos últimos anos.

10- Para quem está entrando agora no mundo do empreendedorismo, quais suas dicas para que o empreendedor suporte os possíveis “baques” e desafios de se lançar neste universo cheio de altos e baixos e consiga manter um negócio relevante e com chances de crescimento?

Os desafios do empreendedorismo são gigantes, principalmente no Brasil. Em minha vida toda empreendi e continuo. É preciso entender que todo empreendimento pode passar por dificuldades e que é importante manter nesta hora o equilíbrio emocional. Mantenha o foco na solução, sem perder tempo em procurar culpados ou ficar identificando os motivos que trouxeram dificuldades. Aconteceu? Foco na solução, com equilíbrio e sem ansiedade. Quando focamos nas soluções e nos persistimos nesta direção, uma solução irá aparecer invariavelmente. Evite o desespero, pois dificilmente sua decisão será a mais inteligente ao agir por impulso.

11- Saúde mental é um tema em alta, sobretudo após a crise desencadeada pela pandemia. Do ponto de vista do empresário, como a empresa pode ajudar seus colaboradores neste sentido?

E do ponto de vista do colaborador, como superar as possíveis sequelas do cenário pandêmico e manter sua saúde mental?

O empresário deve realizar políticas de endomarketing que aproximem as pessoas, faça com que elas se sintam bem e as motive. Ou seja, encontros, jantares, dinâmicas corporativas, palestras podem ajudar muito neste momento.

E com relação ao colaborador recomendo fugir do negativismo, de notícias ruins e procure se envolver com situações que te fazem bem. Estar com amigos, ficar próximo da família, procurar manter bons relacionamentos com as pessoas no trabalho, assistir filmes e séries divertidos, fazer uma atividade física mesmo que leve, ler bons livros, viajar, são ações que vão ajudar você a manter sua saúde mental em dia.

12- Mais uma vez, muito obrigado pela atenção e generosidade em compartilhar seus ensinamentos, Wagner. O espaço é seu para deixar uma mensagem para os leitores.

Eu agradeço a oportunidade de trazer um pouco de minha experiência e minha mensagem final será o trecho de uma de minhas músicas: “… quem espera que o mundo mude, para poder mudar, está ficando tão distante do que pode conquistar. Então abra as portas, acredite que você já nasceu para vencer. Vá em frente, o sucesso que sonhou, só depende de você”

Acredite em Você – Wagner Bonato feat. Viegas

Escrito por

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quem palestrou?

Você precisa absorver muito conteúdo mas não encontra tempo para ler?

Milhares de pessoas tiveram uma experiência transformadora ampliando os limites do foco e da memória. Agora é a sua vez!

Clientes