Palestras de Sucesso Entrevista Sidelcy Ludovico

Sidelcy Ludovico, antes de mais nada, saiba que é um privilégio enorme recebê-la aqui na Palestras de Sucesso e tê-la como integrante do nosso time. Dito isso, vamos falar um pouco mais sobre seu incrível trabalho?

Primeiramente, de onde surgiu seu interesse pela área do Direito? Quem te incentivou ou mesmo inspirou você a seguir por este caminho?

Sidelcy Ludovico: muito interessante a sua pergunta. Meu interesse pelo Direito surgiu de uma forma um pouco inusitada porque quase toda a minha família seguiu os caminhos da medicina.

 

Papai, falecido em novembro último, inclusive, queria que eu trilhasse esse caminho porque na visão dele seria mais fácil obter uma boa colocação profissional por já possuir familiares na profissão. 

 

Contudo, ao fazer o vestibular me inscrevi em todos para o curso de Direito. Na minha visão, ao fazer Direito seria mais fácil ingressar no serviço público setor em que acreditava poder contribuir de alguma forma para o crescimento, desenvolvimento e fortalecimento de nosso país. 

 

E deu certo porque me formei aos 23 anos e aos 24 fui aprovada no concurso da Advocacia-Geral da União para o cargo de Advogado da União. 

 

Fui aprovada em inúmeros outros concursos públicos, mas optei por esse cargo porque vi nele a possibilidade de ao defender a União e o Estado brasileiro, em conflitos internos e externos, fazer alguma diferença para a sociedade brasileira. 

 

E não me arrependo dessa minha opção porque tal diferença mereceu, inclusive, reconhecimento, haja vista que em 2016 fui homenageada com a condecoração de Relevantes Serviços prestados ao Serviço Público Federal. 

Na sociedade atual, muito tem se falado a respeito do  emponderamento feminino, que aliás, é um dos temas que você aborda. Sendo assim, conte pra gente, como você observa o papel das mulheres no mundo corporativo em geral, seja ocupando cargos de liderança, seja criando soluções inovadoras e no empreendedorismo?

Sidelcy Ludovico: o papel das mulheres no mundo corporativo, seja desempenhando a liderança situacional ou a liderança empreendedora, é de suma importância para que haja mais inclusão, humanização e diminuição dos conflitos em todos os segmentos tornando nossa sociedade mais igualitária, plural e fraterna. 

 

Por isso torna-se importante que ocupemos mais e mais postos de comando porque só a participação feminina nas principais decisões tanto do mundo corporativo como nas demais esferas de poder é que permitirá que consigamos um mundo mais justo e igualitário.

 

Evidente que ainda temos um longo caminho a trilhar e enfrentamos muitas dificuldades como diferença salarial, necessidade de conciliarmos várias tarefas, de incorporar características masculinas, de desmistificar rótulos, falta de respeito, cultura machista e ausência de sororidade.

 

E nós que conseguimos algum destaque no mundo corporativo temos uma grande parcela de responsabilidade porque estamos literalmente abrindo as portas para que outras mulheres consigam ocupar mais e mais cargos de liderança promovendo essa transformação. 

Vimos que atualmente, você tem trabalhado no lançamento de uma marca de cosméticos. O que te motivou a investir nesta área e o que você pode nos adiantar sobre o projeto?

Sidelcy Ludovico:  sempre gostei de me cuidar, seja usando cosméticos ou me submetendo a procedimentos estéticos.

 

Todavia, há 2 anos tive um grave processo alérgico aos produtos de uma famosa marca internacional de cosméticos.

 

Em virtude dessa alergia precisei ficar sem usar nada durante um bom período por causa de queimaduras que tive no rosto, de uma conjuntivite e dos constantes inchaços nas pálpebras. Agora imagina uma pessoa que gosta de se cuidar, ficar sem poder usar nada, maquiagem, cremes etc. Nada mesmo!

 

Você pode imaginar como fiquei extremamente angustiada e deprimida. Tive vergonha de sair na rua de cara lavada. Mas tirei proveito dessa situação e busquei mais informações sobre os cosméticos. 

 

Daí surgiu a ideia de desenvolver uma linha que tivesse um cuidado com a nossa pele. Sei que temos ótimos produtos produzidos fora do país porque já viajei muito e conheço vários. 

 

E com o e-commerce eles se popularizaram. Ocorre que esses cosméticos apesar de serem excelentes são produzidos levando em consideração as condições ambientais e climáticas de outros países e não as nossas, o que pode acarretar inúmeros problemas como o que eu tive.

 

Ademais, hoje temos repensado os rígidos padrões de beleza impostos pela nossa sociedade e nos quais eu não me encaixo e acredito que a maneira que possa contribuir com essa discussão é colocando no mercado produtos que espelhem essa insatisfação.

 

Vamos investir inicialmente em produtos de cuidados com o rosto, como água micelar e mousse de limpeza, e corpo como os cremes para massagem, haja vista que o uso obrigatório das máscaras fez a maquiagem ficar em um segundo plano. 

 

Posteriormente, quando pudermos dispensar as máscaras pretendemos lançar os produtos de maquiagem e diversos outros. 

Falando sobre liderança, uma de suas grandes especialidades, conte pra nós: o líder já nasce líder? Como ser uma líder bem-sucedida? 

Sidelcy Ludovico: de forma alguma. Ninguém nasce líder. Claro que a alguns anos atrás essa teoria era muito defendida e difundida. 

Mas hoje ela encontra-se totalmente superada e ultrapassada por estudos acadêmicos e científicos.

Qualquer pessoa que realmente queira pode tornar-se líder basta que haja por parte dela autorresponsabilidade, ou seja, compromisso com esse ideal.

 

Porque ser líder como qualquer outra atividade da nossa vida exige comprometimento e aquisição de conhecimento em vários campos do saber humano.

 

O problema é que muitas pessoas não estão dispostas a se dedicarem para isso. Preferem acomodar-se em sua zona de conforto não assumindo a autorresponsabilidade pelo seu desenvolvimento pessoal colocando a culpa em outros fatores.

 

Assim, para ser uma líder bem-sucedida você tem que estar disposta a assumir a autorresponsabilidade pelo seu sucesso e se empenhar que as coisas acontecerão naturalmente.

Em uma de suas palestras, há um tópico que despertou nossa atenção. Trata-se da teoria do “Teto de Vidro”. Pode contar um pouco pras nossas leitoras sobre o que se trata?

Sidelcy Ludovico: : a teoria do “Teto de Vidro” ou efeito “Teto de Vidro”, em inglês glass ceiling, é o fenômeno que gera o afunilamento hierárquico para as mulheres que são encontradas em menores proporções quanto mais aumentam as atribuições de liderança e comando nas organizações.

 

Isto porque mesmo com o aumento do número de mulheres no mercado de trabalho formal e em posições de liderança observa-se ainda barreiras sutis e perceptíveis que influenciam em diferentes oportunidades para a mulher na carreira e na sua progressão profissional.

O mundo todo foi pego de surpresa diante da pandemia do novo Coronavírus. De um dia para o outro, boa parte das pessoas se viram diante do desafio do trabalho home office. Quais dicas você daria para quem está diante dessa realidade, sobretudo para os líderes responsáveis por suas respectivas equipes de trabalho?

Sidelcy Ludovico: uma importante dica para todos os líderes responsáveis por equipes neste momento de trabalho home office é que usem o processo da comunicação não violenta, ou seja, observação, sentimento, necessidade e pedido.

 

Estamos vivendo um momento muito delicado em que as pessoas estão ansiosas, sensíveis e fragilizadas com as incertezas da situação em que vivenciamos.

 

Por isso o processo da comunicação não violenta é de suma importância até porque o trabalho em home office tende a continuar a ser adotado mesmo após o fim do distanciamento social imposto pela Covid-19.

O cross-functional Team é a solução ideal para o trabalho em equipe? Como as empresas podem se beneficiar dessa estrutura?

Sidelcy Ludovico: uma equipe multifuncional por possuir membros com várias habilidades apresenta resultado do trabalho em equipe superior ao somatório dos esforços individuais permitindo assim que a empresas desenvolvam novas ideias, solucionem problemas, complementem as competências individuais, além de facilitar o aprendizado da equipe e melhorar o ambiente de trabalho com troca de informações.

Você comentou que uma de suas inspirações e influências é a cantora Rihanna. Conta pra gente o que a Sidelcy tem em comum com esta incrível e talentosa artista? 

Sidelcy Ludovico: considero Rihanna uma pessoa fantástica porque ela é extremamente empreendedora e proativa.

 

Ela é cantora, compositora, atriz, escritora, empresária, possui sua própria marca de cosméticos, a Fenty Beauty, e ainda faz trabalhos assistenciais e sociais relevantes, inclusive, fundou a instituição beneficente Fundação Acreditar.

 

Hoje ela pode se dar ao luxo de apenas aproveitar o resultado de seu trabalho, curtir a vida e não se preocupar com mais nada, mas ao contrário ela se envolve em muitas frentes muitas vezes apenas para ajudar ao próximo.

 

Por isso a considero uma pessoa admirável. Me identifico com ela porque adoro música e adoro cantar tanto que aos 5 anos fiquei em primeiro lugar em um concurso musical para cantores mirins.

 

Além disso, sou muito proativa e sempre estou envolvida em algum projeto assistencial ou social pois acredito que temos um papel fundamental na melhoria da sociedade em que vivemos.

Obrigado pela sua atenção, novamente somos gratos pela sua presença, querida Sidelcy. O espaço é seu para deixar o seu recado ou mensagem. 

Sidelcy Ludovico: nunca desistam de seus sonhos mesmo que pareçam impossíveis. Se você o sonhou com certeza poderá realizá-lo.

Escrito por

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quem palestrou?

Você precisa absorver muito conteúdo mas não encontra tempo para ler?

Milhares de pessoas tiveram uma experiência transformadora ampliando os limites do foco e da memória. Agora é a sua vez!

Clientes