Palestras de Sucesso entrevista Frederico Caldas

1- Coronel Frederico Caldas, muito grato por nos conceder alguns minutos da sua atenção e bater esse papo com a equipe da Palestras de Sucesso.

Para começarmos com tudo, você diz que um dos momentos mais marcantes de  sua trajetória foi quando liderou um verdadeiro exército com mais de 10 mil profissionais e ficou cara a cara com a morte, em uma arriscada operação policial na favela da Rocinha. Você foi gravemente ferido em combate. Quais lições você tirou de uma experiência tão extrema?

Frederico Caldas : Não fiquei com qualquer sequela física, além das marcas das feridas no corpo e superei bem a carga emocional extrema gerada numa situação de estresse máximo. Na verdade, tudo isso me fortaleceu muito como profissional e como ser humano porque, de algum modo, representou uma superação muito importante e que tenho a certeza de que marcou a minha vida para sempre, porque ninguém sai igual de um episódio desses.

Estar à frente dos meus liderados numa situação de risco tão extremo consolida a minha crença de que a liderança deve ser exercida na ponta da linha, no “chão da fábrica”. Isso vale também para o mundo corporativo, cujos riscos não envolvem, claro, a perda da vida, mas os riscos corporativos em situações de crise também são elevados e têm que ser gerenciados de maneira efetiva pelos líderes. Os líderes têm que “botar a cara” na hora da crise, a fim de blindar a empresa.

A crise e a dor nos ensinam a sermos mais fortes e resilientes. Mas reconheço que é, também, a maneira mais dura em que a capacidade de um líder é avaliada.

2- Você é um cara que inspira muita gente e leva um conteúdo motivador de muita relevância em suas palestras. Dentre os nomes que te inspiram, você cita Barack Obama, Simon Sinek, Bernardinho, Bené Brown. O que essas pessoas te ensinaram e ainda ensinam?

Frederico Caldas : Obama é um líder global admirável. Exemplo de superação, de resiliência, ética e empatia. Li sua biografia chamada “Uma terra prometida” e fiquei impactado com a sua história de vida.

Simon Sinek virou uma referência de um modelo de liderança moderno, baseado em propósito e humanização. Um cara extraordinário.

Bernardinho é pura determinação e foco em resultados. Um verdadeiro campeão, capaz de transformar seus liderados para superar obstáculos e se tornarem vencedores. Um influenciador nato. 

Bené Brown aborda um tema que é muito sensível para a liderança: coragem para liderar e para revelar nossas vulnerabilidades. O seu livro “A coragem para liderar” é inspirador!

3- Se comunicar de maneira assertiva é peça-chave para qualquer esfera de nossas vidas, concorda? partindo, no entanto, para a área de vendas e empreendedorismo, você que é uma exímio comunicador, compartilhe com nossos leitores quais as suas técnicas preferidas de comunicação que geram conexão com o cliente? 

Frederico Caldas : Saber se comunicar com eficácia é regra básica para qualquer um. Para o líder, é crucial. Sinceramente, não conheço um único bom líder que não seja um bom comunicador.

Os melhores comunicadores são autênticos. Eles não ensinam o que eles não praticam ou acreditam. Para ser um comunicador que se conecta, você tem que ser você mesmo e construir uma base sólida de conexão com o outro baseado em seus pontos fortes.

O grande segredo da comunicação eficaz para área de vendas e empreendedorismo é compreender que a comunicação está centrada no outro, logo a empatia é uma premissa fundamental para criar a necessária conexão com o seu cliente. Isso mesmo. Por mais claros que sejam os objetivos da sua comunicação, saiba que esse ciclo só se fecha quando se é capaz de decifrar o outro, através de uma comunicação que gere empatia e que seja humanizada. Desenvolva a capacidade de ouvir, seja um ótimo observador e  atente para os detalhes: eles são o ponto de conexão com o seu cliente.

4- Quais as estratégias mais indicadas por você para motivar e capacitar o time para atingir os resultados e objetivos propostos pela empresa?

Frederico Caldas :  Liderar é a arte de inspirar pessoas e motivá-las na conquista de resultados extraordinários. Assim, lidar com pessoas e desenvolver o espírito de equipe é um enorme desafio para a liderança nas empresas.

Por definição, a liderança requer a habilidade de influenciar, motivar e conduzir pessoas na organização, através do compartilhamento de uma visão capaz de contribuir para alcançar objetivos, metas e resultados.

A Liderança pode ser desenvolvida através de um processo que envolve aprendizado e acúmulo de experiências. Por isso, requer um modelo dinâmico que envolve o desenvolvimento de competências capazes de transformar pessoas comuns em seres extraordinários. Por isso, o treinamento e a capacitação são ferramentas tão importantes para gerar transformação.

Uma das chaves para engajar sua equipe é envolver seus colaboradores com um propósito que seja internalizado por todos e seja, acima de tudo, relevante.

5- De que maneira jovens da geração  “millennials” e “centennials” podem construir e aprimorar hábitos de liderança?

Frederico Caldas :  Nosso cérebro é uma máquina de hábitos, uma espécie de zona de repetição, que reconhece que nossa vida é feita de pequenos rituais.

Os hábitos são registrados em nosso cérebro como uma espécie de mecanismo de defesa, quase uma forma de economizar energia, o que nos torna mais eficientes ao executarmos ações instintivamente.

Com a Liderança ocorre o mesmo fenômeno. É muito importante que os jovens adotem desde cedo hábitos de liderança que vão formar um estilo próprio de liderar.

Temas como ética, comunicação, tomada de decisões, trabalho em equipe, disciplina, motivação e mais um monte de atributos essenciais a todo Líder devem fazer parte da rotina do profissional desde muito cedo, de modo a se transformar numa prática repetida instintivamente.

Esses jovens, que são nativos digitais, estão ocupando funções de liderança nas empresas, que estão passando por um processo acentuado de renovação. Em muitos casos, não tiveram a formação adequada, o tempo e as experiências necessárias para corresponder às entregas esperadas do líder.

Por isso, é tão importante incorporar esses hábitos de liderança desde cedo. O que mais falo nas minhas palestras para os jovens: estejam prontos para assumir responsabilidades e aprendam a exercer uma liderança humanizada, mas com foco em resultados.

6- Liderança Humanizada é o modelo de liderança do futuro? O que caracteriza um modelo de Liderança Humanizada em relação à liderança “tradicional”? 

Frederico Caldas : As relações interpessoais mudaram em função das transformações ocorridas na sociedade, que se refletiram intensamente nas organizações, influenciando de maneira direta a relação entre líderes e liderados.

Novos papéis sociais emergiram com a força da busca legítima pela igualdade, sobretudo, no que se refere às minorias. Para o líder, é preciso estar atento a novas dinâmicas das relações humanas, que ganharam relevância, inclusive, na identidade estratégica das empresas.

Como a liderança deve ser exercida na ponta da linha, busca-se alcançar a legitimidade necessária para conquistar os liderados, conhecendo seus problemas e identificando os gaps do negócio.

Assim é o Líder: alguém capaz de agir nos mais elevados e complexos cenários e disposto a surpreender com os gestos mais sensíveis e humanos.

Isso mesmo. O Líder do futuro terá que ser cada vez mais sensível e humano. 

A principal distinção com o modelo tradicional de liderança está na mentalidade ultrapassada de liderar pela força, baseada em sistemas de controle e focada nos processos e não nas pessoas.

7- Qual spoiler você pode nos dar sobre a série em streaming que será lançada em breve, baseada em seu livro “O Fim da UPP. 500 dias no front da pacificação”? 

Frederico Caldas : Em razão do sigilo previsto em contrato, só posso afirmar que será eletrizante. Uma história comovente de superação, resiliência, coragem e ação, muita ação. Na expectativa da retomada do projeto, tão logo a pandemia dê uma trégua.

8- Falando em séries, você provavelmente gosta da sétima arte, correto? Quais filmes você acredita que geram impacto e trazem lições, quando pensamos no viés da liderança, trabalho em equipe, dentre outros aspectos relacionados?

Frederico Caldas : Gosto muito da série “Vikings”, uma saga fascinante, que conta a história das conquistas dos povos nórdicos, cuja figura mitológica de Ragnar Lothbrok é um exemplo de liderança estratégica, coragem, empatia e resiliência. Imperdível!!

De filmes, gosto bastante de “Um Senhor Estagiário”, que retrata a importância de saber lidar com as diferenças, de aliar experiência à sua equipe e de criar diversidade no ambiente de trabalho. Muito útil para repensar o preconceito etário em tempos que exigem unir juventude e experiência e demonstram que o conceito “ageless” está mais atual e necessário do que nunca.

9- Estamos em um cenário pós-pandemia. Como você tem observado o mercado de palestras e treinamentos corporativos em geral, neste contexto?

Frederico Caldas : Depois de um ano duríssimo, em razão das restrições impostas pela pandemia, percebo um esforço de retomada por parte das empresas em seu desafio de criar um ambiente acolhedor e seguro para a volta dos colaboradores. Tudo indica que o futuro do trabalho será com um modelo híbrido, que equilibre processos mais flexíveis de trabalho no formato presencial e remoto. Um pouco de home e um pouco de office.

Com isso, estou muito otimista com o reaquecimento do mercado de palestras e treinamentos, principalmente quando se percebe a importância de preparar os profissionais para os novos desafios na pós-pandemia. Um novo mundo exige uma nova empresa.

10- Muito obrigado pela gentileza em nos atender, o espaço é seu para deixar um recado aos leitores. 

Frederico Caldas :Quero falar do meu entusiasmo pelo princípio da Liderança de Alto Rendimento, tema das minhas palestras e treinamentos. 

Quando criei a Máquina de Liderança® – uma marca registrada exclusiva da minha empresa, a MAcBORG Consultoria & Treinamento – eu e minha equipe desenvolvemos técnicas especiais de aceleração do processo ensino-aprendizagem com a utilização de metodologias como dinâmicas, jogos e estudos de caso. 

O objetivo é desenvolver competências através de ferramentas de Liderança de Alto Rendimento, que buscam transformar atitudes no campo pessoal e profissional capazes de credenciar o profissional a enfrentar os desafios diários num mundo em constante transformação. 

Aqui ensino como desenvolver a Liderança de Alto Rendimento e revelo um segredo fechado a 7 chaves!

Valeu equipe da Palestras de Sucesso!

Escrito por

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quem palestrou?

Você precisa absorver muito conteúdo mas não encontra tempo para ler?

Milhares de pessoas tiveram uma experiência transformadora ampliando os limites do foco e da memória. Agora é a sua vez!

Clientes