Palestras de Sucesso Entrevista Douglas Marangoni

1- Grande palestrante Douglas Marangoni! É com muita alegria que o recebemos aqui na Agência Palestras de Sucesso para um bate papo sobre temas relevantes ao mercado corporativo.

Para começarmos, vamos com uma questão bem recorrente no mundo empresarial: o que o empreendedor e gestor deve ter em mente para criar um ambiente de trabalho agradável? Quais estratégias ele deve investir para otimizar o trabalho em equipe?

Primeiramente, o empresário necessita deixar claro qual é o propósito da sua empresa, o porquê ela existe, que ela faz, e como ela faz, após a definição do propósito é criado uma cultura organizacional onde define crenças, valores, visão e missão.

A estratégia para se conquistar uma equipe comprometida, responsável e dedicada é alinhar o propósito dos colaboradores com o propósito da empresa, somente desta forma nós conseguiremos otimizar o trabalho em equipe aumentar a produtividade, colher e melhores resultados.

2-Gestão do comércio é um assunto que desperta um grande interesse do nosso público. Você que é uma autoridade no assunto, conta pra gente: como realizar de forma assertiva, uma Gestão Empresarial com foco em Finanças – que aliás, é o nome de uma de suas palestras?

Toda a empresa com exceção as filantrópicas foram criadas para gerar lucros, sendo assim a única forma de ser conquistar uma lucratividade é tendo uma boa gestão empresarial controlando todos os seus custos, gastos e investimento, através de projetos bem definidos e otimizando as suas vendas para potencializar sua lucratividade.

Infelizmente muitos empresários focam apenas na gestão financeira, onde no meu entendimento é a ponta do iceberg, porque quando se apura o demonstrativo de resultado ou fluxo de caixa a transação comercial já foi realizada, ou seja, apenas podemos remediar ou evitar que isso ocorra novamente.

Desta forma o ideal seria as empresas focarem os seus esforços no departamento de compras, no departamento comercial e no produtivo que muitas das vezes ocorrem grandes vazões e acaba passando despercebido.

Por isso sempre digo nas minhas palestras, consultorias ou no livro que sou co-autor que se cuidarmos das pessoas, ou seja, dos nossos colaboradores e conseguirmos fazer com que o propósito do colaborador esteja atrelado ao propósito da empresa, possivelmente a empresa terá uma ótima saúde financeira.

3-Você tem uma história de vida inspiradora que certamente, é capaz de despertar a motivação nas pessoas e a crença de que quando temos um sonho e determinação, nada pode nos parar. Pensando em um público que envolva desde um líder, um empreendedor, ou aquele colaborador, onde todos demonstrem falta de motivação e já não acreditam em trazer resultados e atuar em alta performance: o que fazer para colocá-los “de volta ao game”, ou seja, quais ações e/ou soluções você indicaria para resolver essa dor, tanto na empresa, coletivamente, quanto individualmente?

Fé em DEUS e acreditar que tudo é possível, eu sou um improvável, nasci em um lar simples, mamãe doméstica, papai aposentado com salário mínimo por invalidez, todos ao meu redor acreditavam que eu seria um fracasso ou seguiria os padrões dos meus pais.

Um dia meu pai olhou para mim e falou: filho eu quero que você seja alguém na vida, vai estudar vai fazer uma faculdade e se torne alguém que eu nunca fui.

Naquele dia eu decidir que iria mudar a minha história porque vi nos olhos do meu pai a decepção pela vida que ele levou e a esperança que ele tinha na minha pessoa.

Porém, sem condições financeiras, me inscrevi em uma faculdade particular, iniciei os meus estudo e todos os dias caminhava 7 km para ir á faculdade e 7 km para retornar para casa, já trabalhava na época porém o meu salário não era suficiente para pagar a mensalidade da faculdade e meu papai complementava todo o mês.

Até que um dia o INSS entrou em greve e papai não pôde fazer a perícia e por este motivo tive que utilizar o meu salário para comprar mantimentos para a minha família. Resumindo: não consegui pagar a faculdade, porém para renovar após o primeiro semestre, necessitava efetuar a rematrícula para continuar estudando. E para que isso ocorra não pode existir nenhuma mensalidade pendente, que não era o caso. 

Neste momento, meu papai saiu pelas ruas da cidade e emprestou dinheiro com um agiota para que eu pudesse continuar estudando.

Quando ele me entregou o dinheiro eu prometi para mim que isso nunca mais iria acontecer na minha vida. E comecei a me dedicar cada vez mais aos estudos e consequentemente, a me destacar entre os demais. Foi quando no início do segundo semestre, fui convidado para estagiar em uma empresa e fui agraciado com uma bolsa de 25% da faculdade.

Foi ali que a minha vida começou a mudar. Após poucos meses na empresa, já fui efetivado e contratado com um salário muito bom, o qual pude pagar o empréstimo que meu papai tinha feito junto ao agiota.

Por bondade de DEUS e pelos meus esforços, a faculdade me ofereceu uma bolsa de 100% do curso de Pós Graduação em finanças e controladoria, após 2 meses de formado na graduação e ainda cursando a pós-graduação fui convidado para ministrar na faculdade de Monte Alto a disciplina de gestão financeira, neste momento iniciou a minha vida academica, onde tive a honra de ministrar por diversas universidades.

Em 2014 fui convidado para ser secretário de planejamento e gestão na cidade de São Carlos e depois como secretário de educação.

DEUS fez isso na minha vida e poderá fazer na sua também.

É preciso fazer o que ninguém faz para chegar onde ninguém chega, se fosse olhar amigos, família, colega de trabalho com certeza eu estaria vivendo a vida que muitos acreditaram que eu deveria viver, porém eu sou responsável pela minha vida e somente eu com ajuda de DEUS posso e tenho condições de mudar a minha história.

4-Voltando a falar sobre gestão, quais as principais tendências  tecnológicas para a gestão do comércio e quais os benefícios que elas trazem aos negócios?

A tecnologia chegou para ficar e a cada dia surgem novas ferramentas, mas infelizmente alguns empresários ainda não se deram conta que é uma nova realidade mundial, que necessitam estar conectados e interagindo com os seus clientes.

A geração Z é a primeira a nascer 100% na era da tecnologia, ou seja, pessoas com até 26 anos da data de hoje é considerada geração Z, será que você tem clientes nesta faixa etária?

Uma coisa que não podemos esquecer é que por mais que a tecnologia tenha avançado, precisamos sempre lembrar que do outro lado da mensagem está um ser humano, então a minha sugestão é humanizar a tecnologia, para gerar competitividade com os gigantes do mercado, precisamos criar um diferencial.

5- Marangoni, recentemente vimos que você participou de um podcast, onde trouxe uma série de insights e ensinamentos sobre vendas, gestão e comércio, o Fala Pô! Podcast. Nele você até comentou um pouco sobre a palestra Gatos, Tigres e Antas, correto?

Explica pra gente sobre o que trata essa palestra e quais as vantagens competitivas que ela pode gerar nas empresas que a contratam?

Toda empresa é regida por um propósito, crenças e objetivos, o que precisamos é encontrar profissionais com o mesmo propósito, para que a empresa não tenha dificuldade de gestão de pessoas e um grande índice de rotatividade.

No livro que participo como co-autor, falo sobre os três perfis profissionais:

Gatos, Tigres e Onças….em nenhum momento a anta é pejorativa, irei discorrer sobre cada um deles.

Perfil gato: liso, está sempre ocupado, nunca tem disponibilidade para ajudar, sempre se compromete, porém quando é cobrado sempre tem uma desculpa, estava com muito serviço etc,

Perfil tigre: é o líder do setor, gosta de comandar e dar ordens

Perfil anta: tem um ritmo limitado, independente do que esteja acontecendo na empresa não é problema dele, irá manter o mesmo ritmo de trabalho.

Porém as empresas precisam ter os três perfis para ter sucesso, caso ela tenha só um perfil terá problemas sério de harmonia da equipe e um ambiente gostoso para se trabalhar. 

6-  Qual o primeiro passo que alguém que deseje resultados diferentes e esteja disposto a crescer como profissional, empresário ou pessoa, deve dar para atingir esses objetivos?

Na minha opinião é sempre estar buscando capacitações, conhecimentos e atualizações independente do segmento, ser humilde e acreditar que sempre pode apreender e melhorar seja no profissional ou pessoal.

7- Quais etapas um futuro empreendedor deve percorrer antes de montar um negócio? E o que você diria para aquele que simplesmente se lançar como empreendedor sem nenhum planejamento?

Infelizmente a cultura do povo brasileiro é montar um negócio, sem elaborar um plano de negócio.

Se os empreendedores efetuarem um plano de negócio, terá um estudo de mercado, análise da concorrência, viabilidade econômica, custo detalhado do produto ou serviço, projeções financeiras, payback e a TIR (taxa interna de retorno)

Com o plano de negócio é possível o empreendedor projetar como a empresa estará daqui 5 anos, 10 anos e 15 anos, fica muito mais fácil seguir um caminho, onde sabemos qual é o nosso objetivo.

8-Comente o que você aprendeu com os seguintes nomes, citados por ti como referências do seu trabalho:

  • Geraldo Rufino – Antes de cuidar de qualquer colaborador cuide da sua família.  A simpatia e a educação e respeito começam dentro de casa. Humildade, força de vontade e fé é tudo que precisamos para sairmos da situação difícil que vivemos naquele momento, porém é só um momento e vai passar. “NINGUÉM PODE ME CHATEAR SE EU NÃO PERMITIR”
  • Eduardo Tevah – Vendedor treinado é venda garantida, vender não é só atender e sim satisfazer o cliente, o segredo está nas perguntas certas.
  • Mauricio Louzada – um grande amigo que conheci em um evento, tem uma palestra maravilhosa que fala sobre segurança e planejamento que devemos levar para toda a vida.
  • Flavio Augusto – Empresário com visão diferenciada, admiro muito a sua forma de administrar e de fazer negócios.
  • Camila Farani – Uma mulher vitoriosa com raciocínio muito rápido e focada nos seus objetivos.
  • Carol Paiffer – Facilidade em explicar algo tão difícil com uma facilidade impressionante.
  • Greice Joviane– Tive o prazer de assistir uma palestra a qual a energia que ela traz ao palco é fora de série, firmeza, conhecimento e superação.

9- Conflitos no trabalho são vistos em algumas situações, como algo saudável, na medida em que geram novas visões e perspectivas. Contudo, quando isso se torna recorrente e sai do controle, muitos líderes não sabem de que forma agir. Qual conselho você daria para que a gestão da empresa consiga administrar melhor essa problemática, evitando ônus para a organização?

Na minha opinião existe uma diferença entre pontos de vista diferentes e conflitos.

Conflitos nunca são bem vindos, porque gera um desgaste de ambas as partes, o que o gestão precisa ficar atento é não deixar o ponto de vista virar um conflito, porque muitas das vezes o conflito pode sair do âmbito profissional e ir para o pessoal, gerando um grande problema para a organização.

10- Outra tema bem interessante de suas palestras é “ Sua empresa cresceu ou inchou?”. Comente um pouco sobre ela e nos diga como identificar essa diferença.

Acredito que você já conheceu alguma empresa que inaugurou, você passava em frente e tinha fila de espera e depois de pouco tempo, passamos e tem uma placa empresa fechada, porque isso acontece?

Porque esta empresa não cresceu e sim ela inchou, mas como você consegue identificar isso, Douglas Marangoni, é simples você não consegue colocar um telhado em uma casa sem que tenha as paredes e não consegue colocar paredes sem um alicerce, ou seja, para que uma empresa atinja a maturidade ela precisa passar por algumas etapas.

Ter um organograma com funções e responsabilidades bem definidos, estrutura organizacional e processos para que possamos acompanhar o desempenho e a qualidade da empresa.

Quando uma empresa incha da noite para o dia o faturamento explode ela precisa contratar funcionário a qualquer custo, não consegue treinar, capacitar, precisa adquirir novos equipamentos e possivelmente irá gerar um grau de endividamento, não possui um sistema de custo apurado e com uma equipe nova sem treinamento o retrabalho tende a aumentar o cliente começará a ficar insatisfeito e deixará de consumir os nosso produtos, porém a empresa já contratou novos colaboradores, comprou novos equipamentos, fez empréstimo e dificilmente conseguirá manter os custos alto que assumiu….optando então para encerrar as atividades.   

11- Do alto da sua grande experiência, conte pra gente quais são os maiores obstáculos ao desenvolvimento pessoal e profissional.

No meu caso o obstáculo pessoal, o que mais sofri foi a discriminação dos próprios familiares, insistindo que eu estava perdendo tempo e que jamais iria consegui atingir os meus objetivos, claro que de uma forma bem sutil e mascarado de uma forma, falo apenas para te ajudar..rs

Outro obstáculo foi ser aceito por profissionais mais velhos. Por exemplo, comecei a ministrar na graduação com 24 anos de idade e os próprios colegas de profissão não aceitaram muito bem.

Me recordo que no meu primeiro dia como professor na graduação um aluno que era gerente em um banco privado, me abordou na frente de toda a turma e me perguntou:

“Como um menino como você pode acrescentar na minha vida profissional?”. Naquele momento pedi para que ele me desse uma oportunidade até o final do semestre para poder responder essa pergunta, no último dia daquele semestre este mesmo aluno se levantou e me agradeceu em alto e bom som, informando que o que ele não tinha apreendido em 10 anos como gerente ele tinha aprendido em 6 meses nas minhas aulas e gostaria de se desculpar pelo primeiro dia de aula.

12-Para algumas empresas, um dos grandes desafios é criar conexão com o cliente. Quais dicas você daria para aquele negócio que se preocupa excessivamente em fechar vendas, no produto e serviço, e esquece que o essencial é manter o foco no cliente?

O segredo para qualquer organização não é vender e sim fidelizar os seus clientes e só conseguimos isso, quando surpreendemos positivamente os nossos clientes, olhando para ele com o intuito de realmente ajudá-lo e não somente vender para ele.

Eu prefiro perder uma venda do que perder um cliente.

13- Gratidão pela sua atenção e por dividir conosco tamanho conhecimento. O espaço é seu para um recado final e parabéns pelo trabalho fantástico que você realiza, Douglas.

 Obrigado!

 

Escrito por

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quem palestrou?

Você precisa absorver muito conteúdo mas não encontra tempo para ler?

Milhares de pessoas tiveram uma experiência transformadora ampliando os limites do foco e da memória. Agora é a sua vez!

Clientes