Palestras de Sucesso Entrevista André Vidmar

1- André, muito obrigado em atender nossa equipe para trocarmos ideias sobre seu trabalho extraordinário. Conte para nossos leitores, você que é  um profissional sênior com carreira combinada como executivo e empreendedor, portanto, tem larga experiência no assunto: quais são os principais critérios a seguir, para ser bem-sucedido no mundo dos negócios? 

André Vidmar: Qualquer negócio de sucesso nasce de uma ideia. Mas uma ideia sozinha, não se sustenta. É necessário desenvolver todo o Planejamento Estratégico do negócio. Após o planejamento, deve-se cuidar muito bem da implementação da estratégia vislumbrada. Monitorar a execução também é muito importante, pois a partir desse acompanhamento é efetuada a retroalimentação do todo este sistema, buscando um crescimento cíclico e progressivo do negócio.

Nossa abordagem para o Planejamento Estratégico segue os seguintes passos:

1)      O que somos? – Propósito, Ethos empresarial

2)      Onde estamos? – Análise do ambiente interno e externo

3)      Onde queremos chegar? – Desenvolver a estratégia e a modelagem do negócio

4)      Como faremos para chegar? – Estipular Metas, Planos de Ação e Scorecards

5)      Como saberemos se chegamos? – Dashboards, reuniões periódicas de acompanhamento e criação de conselhos.

No entanto, antes mesmo do planejamento estratégico empresarial é muito importante que o empresário esteja equilibrado. Em nossa experiência de mais de 20 anos de consultoria, percebemos que o sucesso empresarial está diretamente relacionado ao equilíbrio do empresário em sua vida pessoal, portanto é necessária uma atenção especial do empresário, ou da equipe de alta gestão da companhia, nesse sentido. Por isso desenvolvemos uma metodologia própria de consultoria que funciona em 5 fases:

1)      Energia: O empresário, ou a equipe da alta gestão da companhia, passam por um processo visando o equilíbrio em suas vidas pessoais e também a humanização do ambiente de trabalho e a colaboração. Este trabalho chama-se Campo Energético e atua de forma individual e/ou coletiva, dependendo da necessidade do cliente.

2)      Mente: Nesta fase trabalhamos os fundamentos teóricos para que se crie o ambiente receptivo para as consultorias que serão aplicadas na próxima fase. Estes trabalhos são totalmente voltados para a educação corporativa, palestras, treinamentos in-company e cursos específicos para as necessidades do cliente.

3)      Físico: Somente nesta etapa a consultoria propriamente dita entra em ação. Aqui possuímos um vasto arcabouço de disciplinas para apoiar as organizações na adoção das melhores práticas de Gestão e com isso obter melhoria de performance. Entre elas: Arquitetura Empresarial, Inteligência de Mercado, Planejamento Estratégico e Orçamentário, Planejamento de Marketing e Comercial, Balanced Scorecard, Consultoria Financeira, Change Management, Outsourcing Contábil, Fiscal e Financeiro, Laboratórios de Inovação e Tecnologia, entre outros.

4)      Tração: Uma vez que a tríade Energia/Mente/Físico está equilibrada e implementada, partimos então para tornar isso tudo realidade. Esta etapa é a da Execução, onde através de Dashboards, reuniões periódicas de acompanhamento, mentorias e conselhos corporativos, apoiamos as organizações na colheita de resultados de tudo que foi semeado nas fases anteriores.

5)      Plenitude: Cumprido o processo de equilíbrio, educação, estruturação e tração da empresa, é chegado o momento de devolver ao planeta uma parte do que se conquistou, fechando dessa forma o ciclo evolutivo organizacional. Nesta etapa apoiamos as empresas na introdução de políticas de inclusão, responsabilidade socioambiental, entre outras.

É como eu sempre digo: “Para ter sucesso amanhã, planeje ontem e execute muito bem hoje, repetida e progressivamente”.

2- Se alguém te procurar agora com a seguinte pergunta: “André, tenho um projeto de uma startup, mas não tenho ideia de como realizar a captação de recursos”, como você orientaria essa pessoa?

André Vidmar: Minha orientação sempre é a de elaborar um bom Plano de Negócio. Completo. Não apenas o Pitch-Deck, que é apenas uma ferramenta utilizada para a apresentação concisa do futuro negócio.

No Plano de Negócio é recomendável ao empreendedor, prestar atenção a alguns pontos-chave que sempre serão objeto de análise do investidor, por exemplo:

Planejamento: A startup tem um bom plano para os primeiros anos?

Marketing: Existe um planejamento de marketing bem elaborado (idealização e execução)? Quem irá tocar este plano de marketing? Equipe própria capacitada, ou agencias contratadas de qualidade?

Comercial: O plano de vendas faz sentido? Existe um líder com know-how e compreensão do plano para levá-lo a cabo?

Empreendedor: O(a) empreendedor tem capacidade de transformar-se em um empresário de fato? Energia, inteligência, conhecimento, valores morais…..

Time:  Existe, ou está prevista a contratação de um time composto por bons profissionais?

Execução: Estão previstos controles adequados sobre a operação do negócio? Metas, Planos de Ação, Cronogramas, Reuniões de Acompanhamento……

Tecnologia: A Tecnologia está sendo direcionada para realmente agregar valor ao negócio? Existe diferencial tecnológico tangível?

Produto/Serviço: O produto ou serviço possui qualidades ou diferenciais claros e superiores?

Fabricação/Prestação de Serviço: Como está planejada a fabricação, ou a prestação do serviço? Produção, cadeia logística, suporte…. será próprio ou terceirizado? O terceiro foi homologado? Tudo isso permite preço competitivo e é escalável?

Finanças: Existe estrutura de custos dos produtos/serviços? Existe um Planejamento Orçamentário? Qual a origem e o custo do capital inicial?

Observar todos estes pontos dentro do seu plano de negócio é o que vai trazer a robustez necessária para o avaliador tomar a decisão de investir ou não na sua empresa.

3- Como profundo conhecedor do segmento de franquias, trace para nós um panorama atual deste mercado. Vale a pena investir?

André Vidmar: O segmento de franquias movimentou mais de R$ 180 Bilhões em 2019, caiu 10% em 2020 devido a pandemia, mesmo assim movimentou R$160 Bilhões. Não tem como desprezar esses números.

Levando-se em consideração que os investimentos em renda fixa estão pouco atrativos e que a renda variável também apresenta riscos, o investimento na economia real, principalmente no segmento do Franchising permanece um dos mais seguros, tanto para quem quer expandir o seu negócio transformando-se em Franqueador, quanto para quem busca uma oportunidade de empreender com maior segurança através da compra de uma Franquia.

Senão vejamos:

Para o empresário que deseja expandir seus negócios e se transformar em um Franqueador o sistema de franquias permite crescimento alavancado através de capital de terceiros (Franqueado); pulverização da marca em curto espaço de tempo; regras claras, padrões e metas a serem observadas pelo franqueado e o principal: exponencialização do faturamento.

Para o Franqueado, a aquisição de uma franquia, desde que bem selecionada, oferece a oportunidade de empreender correndo menos risco, pois está adquirindo os direitos de uso de uma marca já consolidada no mercado, assim como o know-how e todo o suporte da franqueadora para que a operação do negócio traga todos os resultados esperados.

Por fim, um dos principais diferenciais do modelo de franquias perante outros modelos de expansão, é o amparo que ele possui na lei nº 13.966, que rege os termos do Franchising no Brasil. Isso garante transparência e embasamento legal para ambas as partes, Franqueador e Franqueado.

Tudo isso, aliado a boas perspectivas de retomada da economia do Brasil e do próprio setor, que projeta um crescimento médio de 8% para o próximo ano, faz com que o sistema franquias seja sim uma ótima opção de investimento, desde que, sejam observadas avaliações de segmento, perfil do franqueado, capacidade de investimento, idoneidade da franqueadora, entre outras.

4- Vimos que você é um profissional multifacetado e muito ativo. Comente um pouco sobre os projetos que participa: Instagrupo, Soluções Certas e Oficina de Franquias.

André Vidmar: O Instagrupo é uma Holding de empresas consolidadas no mercado de Consultoria, Gestão, Tecnologia e Finanças. Somos apaixonados por resultados e ao longo de mais de 20 anos de experiência nas áreas de: inteligência de mercado, consultoria empresarial, franquias, restruturação e desenvolvimento de departamentos financeiros, operacionais, comerciais e de marketing, construímos uma visão sistêmica onde abarcamos todo o leque de necessidades fora do corebusiness dos nossos clientes.

A Soluções Certas é a House de controladoria e finanças do grupo. Essa empresa atende aos projetos voltados a estruturações e restruturações empresariais, planejamento estratégico e orçamentário, implantação da estratégia através do balanced scorecard, change management, consultoria financeira, arquitetura empresarial, BPM e gestão por processos, estudos de viabilidade econômica, M&A, outsourcing e intervenções no financeiro, tesouraria, controladoria e auditoria.

A Oficina de Franquias atua em projetos de expansão de redes de negócios, através de estudos de mercado, formulação de estratégias de expansão, formatação de redes franquias e estudos de viabilidade para aquisição de franquias.

O que nos motiva é entender a alma operação dos nossos clientes, trazer as melhores práticas de gestão para que a empresa possa focar na razão da sua existência, e com isso gerar resultados com a maior potência e o melhor controle possível.

5- Atualmente, um dos destaques do seu trabalho como palestrante, é a incrível Palestra de Superação com o tema: Música como instrumento de transformação pessoal e empresarial.  O que você pode contar para o público sobre o conteúdo desta apresentação? 

André Vidmar: Nessa palestra eu conto sobre a minha experiência de vida. Os obstáculos que superei a partir de um acidente automobilístico que sofri. As consequências físicas e principalmente psicológicas que eu enfrentei e como a música me ajudou em todo esse processo a superar os desafios e me transformar numa pessoa mais equilibrada. A partir desse equilíbrio pessoal, como isso afetou positivamente os meus negócios. A ideia é transmitir ao público o imenso potencial do nosso interior quando devidamente equilibrado e abastecido de combustível de boa qualidade. Uma vez equilibrado, contando com ferramentas de gestão apropriadas (explicarei rapidamente nosso modelo de 5 etapas) o sucesso nos negócios é consequência. Por fim, uma definição surpreendente sobre felicidade……  Essa fica como surpresa!

6- Falando em motivação, como o André Vidmar se motivou quando o mundo parou diante da crise disseminada pela pandemia?

André Vidmar: Ao longo da minha jornada de vida eu sempre busquei apoio em treinamentos de inteligência emocional, liderança, autoanálise e self-coaching. Meu processo de motivação parte muito da crença no poder interior que todos temos, em nos tornarmos melhores seres humanos a cada dia. Isso é o que me move, o que me dá tesão. Partindo desse pressuposto, não faz diferença para mim se estamos em crise, pandemia, ou seja lá o que for. Estarei sempre disposto a fazer o meu melhor por mim e pelo próximo, seja ele uma pessoa ou uma empresa.

Mas na prática, no dia-dia, eu costumo dar algumas dicas:

A motivação vem de pequenas atitudes que você vai tomando, uma atrás da outra, e, quando vai perceber, já está com “aquele” gás total. Por exemplo, levantar-se cedo (mesmo sem ter compromisso agendado). Praticar exercícios físicos. Escolher uma roupa legal para usar (mesmo se não tiver reunião importante). Olhar para si. Cuidar de si. Com isso a motivação e a energia vão se concentrando ao seu redor e o seu dia corre muito melhor.

7- Quais lições nomes como Kobe Bryant, Neil Peart e Eloi Dávilla de Oliveira podem trazer tanta na esfera pessoal quanto profissional?

André Vidmar:Neil Peart foi o baterista da minha banda preferida (Rush) e um dos melhores do mundo. Ele teve uma história de superação inspiradora, após a perda da esposa e filha de uma vez. Se afastou da banda e dos holofotes por um bom tempo, buscou a introspecção através de longas viagens de moto e reencontrou a paz e o equilíbrio interior. Após essa jornada, retornou à banda e seguiu a sua trajetória de sucesso. Exemplo de virtuosismo, treino e superação.

Elói de Oliveira é o presidente da Flytour, empresa que já foi a maior emissora de passagens aéreas da América Latina. Elói nasceu pobre, não completou o primário, mas é uma lição de vida, humildade e competência. Estudou sozinho, trabalhou muito e aplicou na prática tudo o que aprendeu. Isso permitiu a ele ser dono de uma empresa que já faturou mais de R$ 6 bilhões por ano. Exemplo de força de vontade e sucesso empresarial. Foi um prazer e uma honra trabalhar e aprender com ele.

Kobe Bryant foi um astro do basquete na NBA. O exemplo que tiro dele está no filme dirigido por Spike Lee chamado Doin´ Work. Neste filme ele acompanha uma temporada de jogos do Los Angeles Lakers e colhe depoimentos valiosíssimos de Kobe. O que mais me inspira trata sobre a Execução da estratégia e da motivação para isso. Kobe relata que tudo que é planejado pelos técnicos de um time é analisado pelos técnicos dos outros times e o que realmente faz a diferença é a Execução. Como o jogador executa a jogada planejada com perfeição e como isso faz a diferença no resultado no jogo. Principalmente como isso se transforma na alegria dele em treinar, executar, até o nível da perfeição. Isso é fazer o que gosta. Amor pela profissão.

Além deles, me inspiro muito também no filme Wiplash-Em busca da perfeição. Pois fala sobre um jovem baterista que busca se tornar um dos melhores. Caracteriza muito bem a força de vontade do herói (baterista) e da importância do seu mentor, para extrair o seu melhor. Muitas vezes é preciso sacrifícios para atingir a perfeição. Mas nada vem de graça na vida, não é mesmo?

8- Percebemos que a música é uma das artes mais apreciadas por você, não é mesmo? Além da banda Rush, quais artistas você admira no campo musical e qual sua canção preferida para momentos de felicidade e também de introspecção? 

André Vidmar: Sou uma pessoa muito energética em minha vida, portanto minhas bandas preferidas são de rock´n´roll clássico e heavy metal. Isso é para extravasar.

Quando o assunto é introspecção, eu gosto de músicas mais leves e instrumentais.

Para animar:

Jump – Van Halen

YYZ – Rush

Enter Sandman – Metallica

Perfect Strangers – Deep Purple

Para acalmar:

Shy on you Crazy Diamond – Pink Floyd

For the love of God – Steve Vai

9- Em um mundo onde a cada dia surgem novas Fórmulas mágicas de sucesso instantâneo, mas que de fato, não trazem benefício nem verdade, como um produtor de eventos corporativos deve escolher por exemplo, um profissional sério e comprometido para ministrar uma palestra assertiva e impactante, capaz de fazer a diferença na vida das pessoas? 

André Vidmar: Eu acredito no poder de transformação interior. Acredito em metodologia, estudo, conhecimento, trabalho. Planejamento, execução com perfeição, controle sobre o que foi executado e replanejamento. Isso tanto na vida pessoal como no trabalho.

Para fazer a diferença na vida das pessoas, o palestrante tem que ter experiências próprias sobre o que está transmitindo e conhecimento técnico sobre os assuntos que se propõe a falar. Principalmente, ter a capacidade de se comunicar, de transmitir de forma lúdica, simples e cativante a mensagem que deseja. Seja ela motivacional, ou técnica.

 

10- Há uma frase que você mencionou outro dia no Instagram: “Cavalo cansado não bebe água fresca”. Partindo deste princípio, de que forma podemos nos manter atentos às oportunidades que surgem a cada dia?

André Vidmar: Manter-se bem informado é questão de sobrevivência. Esse é um ponto.

Porém, se o seu corpo estiver maltratado, sua mente esgotada e seu espírito combalido, a informação vai passar na sua frente e você não vai enxergar nela a verdadeira oportunidade.

Portanto, para manter-se atento às oportunidades, primeiro cuide de si, depois corra atrás de informação de qualidade, sem viés político, de preferência.

A partir disso, é só utilizar as boas práticas de gestão para avaliar, planejar, testar e implementar as novas ideias. Executar com perfeição e o resultado virá como consequência.

11- Como se  destacar no oceano da competição e fazer com que os clientes estejam atentos ao seu negócio? 

 

Andre Vidmar: Há muito tempo este assunto é tratado. No famoso livro A Arte da Guerra que remonta ao século IV a.c., Sun Tzu descreve 5 regras que se aplicam até hoje na formulação das estratégias empresariais, são os 5 P´s da estratégia.

Plano – As estratégias são conscientemente deliberadas previamente às ações as quais se aplicam.

Padrão – O padrão visa manter a qualidade da atuação empresarial por meio da repetição e com isso proporcionar credibilidade à organização.

Posição – A empresa pode buscar diferentes posicionamentos estratégicos, como um mercado não explorado (Oceano Azul), mercado em crescimento, pequeno segmento do mercado (Nicho), produtos ou serviços diferenciados (Diferenciação), atuação em novos mercados por meio de parcerias (Colaboração) ou atuar em um mercado pré-existente (Oceano Vermelho).

Perspectiva – A definição da estratégia pode surgir de algum ponto interno da própria empresa. Geralmente Top-Down, mas também pode ser Bottom-Up. Isso depende muito do grau de maturidade e de abertura da empresa.

Pretexto – O pretexto busca realizar uma manobra estratégica no mercado visando superar competitivamente a concorrência.

Em resumo, para cada tipo e momento da empresa, existe uma estratégia de competição que pode ser aplicada, para entender qual delas é a melhor a ser utilizada, o primeiro passo é efetuar um bom diagnóstico, para depois fazer a recomendação.

12-  Os desafios são comuns no mundo corporativo, não é verdade? Como o planejamento estratégico, o planejamento financeiro e mesmo uma consultoria financeira, podem ajudar o gestor a tocar seu negócio de maneira eficaz e positiva, diante dos percalços? 

 

André Vidmar:  Um bom planejamento estratégico é fundamental para toda empresa que quer se destacar no mercado e atingir grandes resultados.

Por meio dele, é possível vislumbrar e traçar todo o caminho de onde a empresa está e para onde ela quer chegar. Com isso é possível minimizar as chances de erros e obter uma orientação – e também reorientação – constante de todas as áreas envolvidas.

Vale lembrar, que tão importante quanto o planejamento estratégico, é a avaliação periódica para que toda ação seja executada por completo e os objetivos e metas sejam alcançados. Para isso, o Planejamento Financeiro é fundamental. Efetuar a comparação entre o previsto e o realizado, buscar os melhores caminhos de custo de capital e resultado, são fundamentais nos dias de hoje.

Fala-se muito em KPIS e OKRs hoje em dia, mas eu vou sempre na base. Se a empresa não tiver um bom departamento de controladoria, os indicadores gerados serão de baixa qualidade e consequentemente o resultado. Daí a importância da consultoria financeira. Apoiamos na estruturação correta das bases, dos fundamentos, para depois sofisticar e obter indicadores precisos que vão de fato apoiar o decisor e trazer o resultado.

Em casos extremos, a consultoria financeira também apoia o empresário na correção de curso do negócio através de orientações sobre busca de capital externo a custo adequado, alongamento do perfil de dívidas, intervenções para correções de desvios, entre tantas outras necessidades que o empresário enfrenta no seu dia-dia.

13- Novamente, muito grato pela sua presença.  O espaço é seu para um recado final aos leitores.

 

André Vidmar:  Cuide de si. Se estiver difícil, busque ajuda. Evolua como ser humano.

Estude, busque apoio metodológico. Evolua sua empresa.

Devolva uma parte do que colher para o planeta.

Seja feliz!

 

Escrito por

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quem palestrou?

Você precisa absorver muito conteúdo mas não encontra tempo para ler?

Milhares de pessoas tiveram uma experiência transformadora ampliando os limites do foco e da memória. Agora é a sua vez!

Clientes