Duas habilidades humanas que a maioria dos líderes desconhece na profundidade- Por Luiz Binato

Habilidades humanas: você as coloca em prática ao liderar? No post de hoje no blog da Sucesso, o inigualável Luiz Binato, palestrante de destaque no cenário corporativo, toca em um ponto importante em todas as organizações e suas respectivas lideranças: habilidades humanas que boa parte dos líderes simplesmente desconhece (ao menos, na profundidade).

Quer saber quais são elas? Como isso pode impactar seu negócio? O que pode ser feito a respeito? 

Descubra a seguir! 

Habilidades humanas: o ser e o estar no cenário corporativo

“Quando se lidera pessoas, o julgamento e o desprezo devem dar lugar a empatia e a compaixão, duas habilidades humanas que a maioria dos líderes desconhece na profundidade requerida por uma razão simples: a maioria dos líderes age com o ego (medo e fuga); e a minoria com a consciência (confiança e busca).” – Luiz Binato

O trecho acima, extraído de um artigo que publiquei na rede social LinkedIn, ilustra e resume bem a questão do ser e do estar na esfera corporativa, especialmente em relação à liderança.

O mundo corporativo é composto de quê? De pessoas, é lógico. E as pessoas são ou estão, correto?

Por exemplo:

  “Pessoas nutrem um ser idealizado que elas estão, diante de um ser real que elas são. A beleza e o desafio está em ser!”

Analisando o comportamento humano, nota-se um fator interessante: a maior parte das pessoas, quando crescem na empresa, chegando a cargos tidos mais elevados, de maior prestígio, caso, por exemplo, daqueles relacionados à liderança, deixam de lado o ser real.

Assim, dão amplo espaço ao chamado ser idealizado. É aquele ser perfeito, que não comete erros, observado e notado pelos demais, extremamente admirado. Um ser que, até certo ponto, é orientado pelo ego.

“Essa percepção é perigosa, pois dá conta de que você precisa estar de uma forma para ser de outra. E isso o aprisiona, uma artimanha de domínio do ego.” – Luiz Binato

Isso acontece, sobretudo, por um simples fato: os indivíduos, que ocupam posições de liderança no âmbito corporativo, não tem uma preparação para a função, salvo raras exceções, é verdade.

A importância de um líder ser, antes de tudo, líder de si mesmo, assumir a responsabilidade pelos resultados, autoridade sobre recursos materiais e liderar pessoas

Via de regra, o que vemos é que a maioria das pessoas que chegam à liderança:

  • ascende por conhecimento técnico, atributo da autoridade;
  • ocupa uma posição em que vai precisar de um conhecimento sócio-emocional-comportamental, atributo da influência, principalmente acerca de si mesmo no que chamo de autoconhecimento.

“Mais e mais pessoas são contratadas ou promovidas pelas suas competências técnicas e demitidas por suas incompetências comportamentais.” – Luiz Binato

Todo esse pano de fundo acima, fiz de forma intencional, para que você leitor tenha bem claro em sua mente o seguinte: ao atuar na  liderança de pessoas em sua empresa, para ser bem-sucedido na missão e gerar bons frutos, é preciso dar espaço amplo para duas habilidades humanas.

Ao invés de liderar com o viés comum  do julgamento e do desprezo, ceda espaço para a empatia e a compaixão.

“São duas habilidades humanas que a maioria dos líderes desconhece na profundidade requerida por uma razão simples: a maioria dos líderes age com o ego (medo e fuga); e a minoria com a consciência (confiança e busca).”

O texto de hoje aqui no blog, é um recorte de um artigo maior que publiquei originalmente no LinkedIn, o qual deixo o link abaixo para você acessar:

https://www.linkedin.com/pulse/ser-e-estar-mundo-corporativo-luiz-binato/ 

Deixo aqui um convite: você que é líder, que tal se atentar a importância da empatia e agir com a consciência? Desenvolva suas habilidades humanas e seu autoconhecimento. Conte com minhas palestras e treinamentos neste sentido. Até a próxima! 

Inove e transforme sua organização com as palestras de Luiz Binato

Trabalho em equipe de baixo desempenho, líderes focados apenas em tarefas e falta de objetividade em planejamentos organizacionais. Essas são algumas das questões que o consultor e exímio palestrante Luiz Binato aborda em suas consultorias e palestras.

Se sua organização opera em cenário semelhante, não hesite em contactá-lo. Agende uma palestra de Luiz Binato e impulsione a transformação da sua equipe.

Escrito por

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quem palestrou?

Você precisa absorver muito conteúdo mas não encontra tempo para ler?

Milhares de pessoas tiveram uma experiência transformadora ampliando os limites do foco e da memória. Agora é a sua vez!

Clientes