Palestras de Sucesso Entrevista Cristiano Zanetta – O Batman do Brasil!

1- Não é todo dia que temos a chance de estar de frente com um herói! Obrigado Batman pela honra de nos conceder esta entrevista exclusiva. Sua história de vida é incrível e vendo um trecho de sua palestra, ficamos comovidos com sua história de superação. Você conta que o Batman foi apresentado a você por uma psicóloga e de certa forma, podemos até dizer que ele salvou sua vida, concorda?

Conta pra gente como é esta sua relação com o Batman, e como é o Cristiano Zanetta “pessoa física”, digamos assim?  O que o Cristiano tem em comum com o Batman, ou não dá pra diferenciar? 

Cristiano Zanetta: Eu tive acompanhamento psicológico depois de vivenciar uma tragédia em casa. A casa em que minha família toda morava pegou fogo, e ninguém que viu o incêndio acontecendo se moveu pra ajudar. Alguns se moveram pra tentar furtar o que havia na minha casa. Eu era criança e tentei salvar minhas irmãs. Mas não tinha nem força física pra isso. Senti que precisava de um super poder na hora, e também não tinha. Desacreditei de tudo, das pessoas e até dos heróis, que tinham poderes. Tudo era uma mentira. Eu não sabia mais em que ou quem acreditar. A única imagem boa que tive foram dos bombeiros. Eles se tornaram meus heróis. Quando a psicóloga ouviu meu relato ela me lembrou que nem todos os heróis possuem poderes, que ser herói é uma atitude, assim como a dos bombeiros naquele dia. E falou sobre o Batman. E sim, estas percepções me salvaram. Eu entendi imediatamente como o menino Bruce Wayne se sentiu só e sem crenças para se assegurar. Ele foi amparado por um policial. Eu fui pelos bombeiros. Entendi como se tornou o Batman. Nosso processo foi idêntico. E dali pra frente eu também não fui mais apenas o Cristiano Zanetta.

2- O mundo viveu e ainda vive, um momento de crise considerada das mais impactantes. Direcionando nosso olhar para o âmbito corporativo e do empreendedorismo, conta pra gente: o que um empreendedor e gestor pode fazer, para atuar como um herói e superar um momento tão complicado para muitos negócios, como o da pandemia? 

Cristiano Zanetta: A gente tem que entender primeiro do que esse momento se trata, em essência. E se trata de uma crise. Todo gestor tem um protocolo para crise, com certeza. O que há de realmente diferente neste caso é que nós não tivemos abaladas só as estruturas financeiras e de alcance das empresas, mas diretamente o emocional de cada parte envolvida. Então, o preparo pra lidar com dor, com perda, com pesar, com uma equipe emocionalmente desfalcada, é que vai fazer o diferencial. Não é hora de arremessar exigências e metas pra cima das pessoas. É hora de lembrar porque cada um está ali e mobilizar cada um a dar seu máximo pela recuperação e estabilização da empresa, do negócio, sabendo que cada um é essencial, é parte vital daquele organismo.

3- Uma de suas palestras tem como foco, a liderança nas empresas. E acredito ser impossível falarmos sobre liderança, sem frisarmos a importância da inteligência emocional e comportamental para profissionais que buscam se destacar no mercado. Como é possível desenvolver de forma eficaz e eficiente, tais habilidades e se tornar uma liderança bem-sucedida?

Cristiano Zanetta: Tudo começa pelo auto conhecimento. Nós consideramos nossa mente uma grande aliada mas ela não é. Nossa mente guarda diversos traumas e armadilhas que acabam se tornando os boicotes das nossas grandes alçadas. 

O profissional deve buscar se conhecer muito bem, encarar seus medos, perdoar seus erros passados, ter um mindset que aprende e não que resiste ao novo. E pra isso há diversas capacitações. Eu, mesmo trabalho bastante com essa parte, nas formações que ofereço, mas não só eu, há muita gente boa apta a auxiliar nessa jornada e com certeza um bom profissional deve se capacitar.

4- Um tema necessário e recorrente, tanto na esfera pessoal quanto na carreira e nos negócios é a motivação. Seu conteúdo é altamente marcante neste sentido, e o fato de você não apenas se vestir, mas se tornar o Batman nas suas apresentações, traz  um impacto inegável no público. Conta pra gente, qual é o seu super poder? E como podemos descobrir o poder de cada um de nós? 

Cristiano Zanetta:  Fico feliz por esta sua impressão ser exatamente mesmo o que me trazem após as palestras. O meu super poder é ir até o final, é me dedicar 110% a tudo que faço. Isso faz parte de mim e me faz muito bem ser assim. Ao mobilizar pessoas a continuarem seus tratamentos em hospitais eu não sinto que eu estou salvando vidas, eu só sinto que eu estou fazendo tudo o que eu posso para que a pessoa escolha se salvar. Para descobrir isso, você deve pensar nas suas ações que mais trouxeram satisfação a você, no sentido de encher seu coração. De verdade, quando você percebe algo especial que consegue fazer, você identifica um poder em fazer.

5- O que caracteriza o verdadeiro e o falso profissional, na sua visão? 

Cristiano Zanetta: É com certeza a origem e o resultado, e a diferença entre o que a pessoa defende e como ela age. Por exemplo, eu não posso dizer que sou uma pessoa do povo e me sinto bem em todos os meios se eu contrato meia dúzia de seguranças para andar entre certas pessoas, em certos ambientes. Não posso dizer que basta acordar e fazer acontecer se eu falo isso de dentro de uma lancha que, na verdade, é dos meus pais. Tudo bem você ter acesso ao que é dos seus pais, não tem problema, mas você não pode creditar suas conquistas ao seu esforço se não foram suas.

O profissional que escreve e fala sobre ética e sobre ser “o cara”, mas não paga a equipe que trabalhou no projeto porque ele mesmo desistiu ou foi cancelado, ou seja, o cara que não honra a palavra. Creio que isso é o principal entre pessoas de verdade e de mentira, a coerência, o real mérito pelo sucesso e a palavra.

6- Um fato que chama a atenção é o seu convívio com pacientes diagnosticados com câncer. O que o Batman do Brasil aprende com esta relação e o que fica de lição para compartilhar com nossos leitores? 

Cristiano Zanetta: Amadurecimento e gratidão. Eu com certeza devo muito a estes pacientes.  Todos eles me mostram o quanto a vida vale a pena mesmo quando eles não acreditam mais e eu consigo devolver esse entendimento a eles. E motivar cada um deles se tornou, também, a minha própria motivação. São muitas lições, são muitas as dores e cada pessoa tem uma história de vida que acaba te trazendo admiração e um sentimento imenso de desejar a recuperação daquela pessoa. Há sonhos por trás da dor. Essa é a lição.

7- Como acreditar em si mesmo, quando ninguém mais o faz?

Cristiano Zanetta:  Bom, você sabe o que já suportou e o que já resolveu. E também sabe das vezes em que ajudou outras pessoas. Isso basta. Muitas vezes a gente se abala pelo ponto de vista dos outros, pelas críticas, mas basta pensar que no lugar daquela pessoa você não agiria da mesma forma. Você não enfraqueceria alguém, você não balançaria a autoestima de uma pessoa. 

Se você é assim, de verdade e não se identifica com quem desincentiva ou prejudica os outros, então isso também basta. 

A opinião de pessoas que não semeiam o bem não deve ser levada em conta, elas não são uma referência a se seguir.

8- Comente um pouco sobre o seu lado empresário. Você desenvolveu uma modalidade de treinamento físico chamada SuperHero, certo? Conta mais pra gente.

Cristiano Zanetta: Eu pratiquei várias modalidades de luta e sou formado em educação física. Quando comecei a usar a armadura do Batman percebi que precisava de um preparo físico tanto pra suportar as dificuldades que o traje pesado e super quente me impunham quanto pra manter a postura. O Batman tem uma postura de conforto e segurança mesmo diante do insuportável ou assustador. 

Então procurei em cada luta um ponto de força e depois entendi que não bastavam aquelas modalidades isoladas. Assim como a musculação isolada também não me bastaria. Então criei essa modalidade, que combina treinamento e técnicas de luta, pra um condicionamento excepcional do corpo. E na academia que tenho, enquanto empresário, essa modalidade, a SuperHero, é passada aos alunos, de forma gradual, respeitando a evolução e as necessidades de cada um.

9- O sucesso  não é um destino, mas sim um processo de consistência e uma jornada. O que você recomenda para manter a disciplina, a constância, e tirar o melhor de cada momento da jornada? 

Cristiano Zanetta:  Serenidade. Você precisa saber olhar de fora. Quando as coisas estiverem difíceis em sua vida, olhe de fora e perceba “neste momento algumas coisas se mostram difíceis”. Entenda que cada fase é uma fase. E que dá pra extrair um bom aprendizado. Não vou dizer que tudo é bom, na vida. Que tudo é alegria ou te leva a alegria. De forma alguma. Mas tudo é vivenciável, tudo ensina algo e tudo vai passar, tanto o que é bom quanto o que é ruim. Por isso a gente deve olhar pra vida como quem olha Gotham do alto de um prédio, observando, percebendo, entendendo e sentindo, mas ciente de que fases passam, de que jornadas modificam.

10-  É verdade que você está escrevendo um livro, e que já teria até o título definido? Dá um spoiler pra gente sobre este projeto!

Cristiano Zanetta: Sim! Esse livro é um grande marco na minha vida. Eu passei por tanta coisa, fui convidado a compor uma equipe oncológica hospitalar, fui condecorado pelo exército, tive a oportunidade de ver o brilho da vida voltar a brilhar nos olhos de tantas pessoas, de sentir a fé, minha e de tantas pessoas, sou pai, empresário com minha academia e a sua inédita modalidade de treinamento, sinto que minha vida é uma grande jornada e este livro conta exatamente sobre tudo isso. E um pouco mais. Um pouco sobre o que eu mesmo não conto. Vamos lançar em breve!

11-  Quais lições podemos tirar de Zenão de Cício – Estoicismo, citado por você como uma de suas referências? 

Cristiano Zanetta: Esse filósofo grego fundou a escola filosófica estoica, centenas de anos antes de Cristo. E o estoicismo, esta filosofia é algo que eu utilizo muito. É o entendimento de que somos nossos valores morais, que devemos ser guiados por eles. Eventualmente a forte emoção ou sensações advindas de situações pontuais podem te levar a fazer escolhas, ou tomar decisões e elas vão ser equivocadas. Então, a gente deve primar por um raciocínio lógico que se distancie do nosso emocional momentâneo. É você agir com a sua essência e não com as interferências.

12- Como é possível conquistar a transformação pessoal e profissional para a realização dos objetivos, tanto individuais quanto organizacionais? 

Cristiano Zanetta: Você precisa estar aberto. Não se acrescenta nada onde já se está cheio, repleto. As nossas crenças muitas vezes se tornam crenças limitantes. Para alcançar a realização você tem que se permitir aprender. Usar o que você já sabe como uma facilidade pra aprimorar a você mesmo, mas não como uma regra limitadora a novos saberes.

13-  O que é a Ciência do Batman? 

Cristiano Zanetta:  A Ciência do Batman é como eu chamo a metodologia de saber que me trouxe até aqui. É uma série de princípios e experiências que se tornam um guia de aprendizado. O Batman utiliza de tudo que ele sabe e tudo que ele passou como instrumentos para alcançar objetivos. E eu desenvolvi em passos, eu fragmentei essas lições e criei a chamada Ciência do Batman. O que eu destaco é que com ela aprendemos a lidar e fazer uso das nossas emoções pra que elas não nos controlem, mas sirvam aos nossos propósitos.

14- Batman, obrigado pela atenção. O espaço é seu para deixar uma mensagem para os leitores do blog da Palestras de Sucesso. Gratidão! 

Cristiano Zanetta: Agradeço pelo convite. Bem, a gente sabe perfeitamente o que esperávamos das pessoas e não tivemos, principalmente na nossa infância e o quanto essas faltas impactam a nossa vida adulta. Então, minha mensagem aos leitores é que, tendo esse conhecimento, a gente escolha ser quem precisamos que fossem pra gente, devemos buscar ser e agir exatamente como o adulto que precisamos quando éramos crianças. É assim que a gente perdoa o passado, trabalha o presente e faz um novo futuro.

Escrito por

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quem palestrou?

Você precisa absorver muito conteúdo mas não encontra tempo para ler?

Milhares de pessoas tiveram uma experiência transformadora ampliando os limites do foco e da memória. Agora é a sua vez!

Clientes